"Revolver" é mais um álbum dos Beatles a ganhar nova mixagem.

  • 29/10/2022
  • 0 Comentário(s)

"Revolver" é mais um álbum dos Beatles a ganhar nova mixagem.

"Revolver", o sétimo álbum dos Beatles, e para muitos especialistas o melhor da banda, se tornou o quarto disco deles a ganhar uma nova mixagem por Giles Martin, filho de George Martin, que produziu as sessões originais do disco lançado em 1966. Assim como se viu com "Sgt, Peppers", o "Álbum Branco", "Abbey Road" e "Let It Be", Miles teve a chance de "brincar" um pouco com os originais, mas sem descaracterizar as gravações, que já podem ser consideradas uma espécie de patrimônio da humanidade.

Usando um software criado para que faixas de áudio gravadas em um mesmo canal sejam isoladas, Giles conseguiu trabalhar com os elementos separados , que em muitos casos estavam juntos na fita master (os estúdios da EMI só tinham mesas de quatro canais, forçando a banda, e o produtor, a fazerem verdadeiros milagres para dar vazão a criatividade dos músicos, que, aqui, estava em seu auge).

A vantagem é que agora é possível ouvir essas músicas em um estéreo bem menos radical do que o utilizado na época - que, não raro, isolava voz baixo e bateria em um canal e os demais instrumentos e os vocais de apoio no outro. Não a toa, muitos beatlemaníacos sempre defenderam a audição dos discos da banda em mono - que também está incluído como bônus na versão super deluxe desta reedição.

m uma primeira audição, podemos dizer que todos se beneficiaram dos avanços tecnológicos, ainda que o ouvinte tenha todo o direito de preferir ouvir essas músicas do jeito a que se acostumou, e que foram aprovadas pelos músicos e produtores há quase 60 anos - logicamente, a versão original do disco, que foi remasterizada em 2009, segue em catálogo e nos serviços de streaming.

Neste "novo Revolver", a bateria de Ringo Starr está mais acentuada e as viagens psicodélicas de John Lennon em "She Said She Said", "Tomorrow Never Knows", ficaram ainda mais potentes. As baladas de Paul McCartney também tiveram sua beleza realçada, "For No One", em particular surpreende e as três canções de George Harrison, o maior número de canções que ele havia emplacado em um disco da banda até aqui, e todas bem diferentes entre si também ganharam um novo brilho.

Além do álbum, a edição super deluxe também tem dois discos que mostram como "Revolver" ganhou vida, através de takes alternativos, ensaios e demos. A banda logo pararia de tocar ao vivo e nenhuma dessas músicas foi mostrada em um show por eles. A exceção é "Paperback Writer", gravada durante essas sessões mas lançada apenas em compacto, com "Rain" no lado B. Essas duas canções também foram remixadas e estão neste novo pacote, também em suas versões mono e em takes alternativos.

Fonte: https://www.vagalume.com.br


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes